19 junho, 2010

Universos Paralelos




Nós, aqui desse mundinho virtual, que somos muitos, mas nem tanto, somos conhecedores já faz tempo de situações como essas relatadas no filme em anexo. Até quando vamos ficar trocando essas mensagens entre nós mesmos? Em qual momento vamos passar para frente essas histórias, revelando a quem infelizmente não sabe ou não acredita, ou sabe Deus o que pensa?
Dê uma olhada em volta. Olhe pela janela. Aí, onde está agora não há ninguém a quem possa "mostrar" a verdadeira situação?
Você tem funcionários em casa, ainda que ocasionalmente? E nos edifícios, certamente conhece os porteiros, o jardineiro, os seguranças, os manobristas, o pessoal da manutenção. A caixa do supermercado, o entregador, seu jornaleiro, o frentista do posto em que abastece, o mecânico que cuida do seu carro, sua manicure, a recepcionista do consultório e mais uma centena de pessoas que circulam no seu cotidiano, no dia-a-dia. Não é possível que você não troque pelo menos meia dúzia de palavras com essas pessoas. Será que todas elas tem acesso a Internet? Podem comprar jornais ou leitura especializada? Frequentam escolas? Ou será que toda a informação que possuem vem dos programas jornalísticos da TVs abertas entre 18h00 e 20h00? Como é que essa gente toda vai saber a verdade?
É claro que ninguém vai sair por aí fazendo comício. Nem distribuindo panfletos. A não ser que queiram, sei lá ... mas peço que por gentileza não subestimem a minha inteligência que, com relação a capacidade, certamente é muito semelhantes a de vocês. Estou convencida de que sabem exatamente sobre o que estou falando.
Claro que quero continuar sendo informada e informar a todos nós sobre tudo o que acontece, mas de que adianta ficarmos aqui, entre nós mesmos, chovendo no molhado. Parece uma "Missão Impossível"? Parece mesmo. Acho que, inclusive é, de fato. Mas não adianta concertar o telhado depois que começar a temporada de chuva.
Bem, estamos aqui, apenas "conversando", e olha que não tenho tido muito tempo prá isso. Mas para pensar, incrível, sempre tenho tempo.
Pois é pensando no futuro politico e social do meu país que esses pensamentos me ocorrem e me senti á vontade para dividir com vocês.
O futuro a Deus pertence e o tempo d'Ele é perfeito. Mas de uma coisa vocês podem estar certos, do meu jeitinho, à minha maneira vou fazendo a minha parte. E não vou desistir, nem me desesperar. Vou trabalhar.
O oceano é feito de pequenas gotas d'água


Abraços a todos e um excelente final de semana.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget