16 julho, 2010

Pressentimento

Gustavo Klint  - Árvore da Vida 

      Esperei-te, aqui, várias estações da vida.
Vi nascer e morrer todas as flores.
Vi brotar e esmaecer todas as cores
- dor de alma tantas vezes repetida.

Original e único só o momento
em que, por força de um pressentimento,
retive a sensação do teu calor.

A ele recorro, em cada fim de tarde,
e tento, no amparo desta árvore,
vencer o desamparo, o frio, a dor.

4 comentários:

Textos da Cri disse...

Minina do céu, que coincidência é essa? Eu falando de pequenas coisas e seu blog é o pequenas coisas....rssss

Pois é, quem vive do grande não vive, pede pra viver. A gente sabe como comandar a vida.

Adorei sua visitinha, adorei seu blog, você quem escreveu esse texto lindo?

Parabéns!!!! Virei mais vezes posso??
beijosssssss

Isabel disse...

Oi Cin! Aqui estou pela primeira vez no seu blog. Inscrevi-me para seguir, só não sei quando vou conseguir ler tudo. Tenho pouquíssimo tempo mas já gosto do que vi. Por curiosidade, KLIMT e RODIN são dos meus artistas preferidos (pintura e escultura, respectivamente). O seu blog está pleno de sentimento e informação. Vou gostar.
Beijos. MI

Wandisley disse...

Cinthia:
Gostei muito deste trabalho: "Pressentimento",entre outros inseridos no seu blog, todos lindos!
Adorei o seu blog!!!
Abraços do wandisley

BLOG-JORNAL O CAMPINEIRO. disse...

aquelas pequenas coisas, são coisas grandes, quando grandes são aos olhos de quem as exerga com os olhos dos poetas perdidos, irreparavelmente, na imensidão infinita das suas inspiraçòes ...
PARABÉNS.
RUI RICARDO RAMOS.
BLOG-JORNAL O CAMPINEIRO.
URL: http://rrsomar-blogdorui.blogspot.com/

Ocorreu um erro neste gadget